terça-feira, 18 de maio de 2010

MAÇONARIA - 17 - ESTRUTURA E REGIME DA MAÇONARIA BRASILEIRA

MAÇONARIA
17
ESTRUTURA E REGIME DA MAÇONARIA BRASILEIRA

Alguns termos maçônicos às vezes ainda causam muita confusão na maçonaria, vejamos, segundo o Dicionário Aurélio:
Potência (Do lat. Potentia.)
Substantivo feminino
1- Qualidade de potente; poderio; poder.
2- Vigor; força.
3- Autoridade; domínio
4- Nação soberana dotada de poderio.
5- Filos. Fonte original da ação.
6- Filos. Possibilidade de produzir mudanças originadas em causas e finalidades externas e internas.

Obediência (Do lat. Obedientia, oboedientia)
Substantivo feminino
1 - Ato ou efeito de obedecer.
2 - Hábito de, ou disposição para obedecer.
3 - Submissão à vontade de alguém; docilidade.
4 - Sujeição, dependência.
5 - Submissão extrema; vassalagem.
6 - Rel. Na Ordem de S. Bento, mosteiro, granja ou pequeno priorato sujeito a uma ordem superior.

Federado (Part. de federar)
Adjetivo
1 – Que pertence a uma federação.
Substantivo masculino
2 – Aquele que pertence a uma federação.

Federação (Do lat. tard. Foederatione)
Substantivo feminino
1 – União política entre estados ou províncias que gozam de relativa autonomia e que se associam sob um governo central.

Confederado (Part. de confederar)
Adjetivo
1 – v. coligado
Substantivo Masculino
2 – v. coligado
Confederação (Do lat. tar. Confoederatione)
Substantivo feminino
1 - Reunião de diferentes estados que, embora conservando a respectiva autonomia, formam um só, reconhecendo um governo comum.

Delegado [Do lat. delegatu, part. pass. De delegare (v. delegar)]
Substantivo masculino
1 – Aquele que é autorizado por outrem a representá-lo; comissário.
2 – Representante.

POTÊNCIAS E OBEDIÊNCIAS ATUAIS

As Grandes Lojas Maçônicas são uma potência confederada; CMSB – (Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil), os grão-mestres têm autonomia plena, não são subordinados a um poder central, e suas lojas são consideradas como filiadas.
Os Grandes Orientes filiados a COMAB (Confederação Maçônica do Brasil), também são uma potência confederada, os grão-mestres têm plena autonomia, não são subordinados a um poder central e suas Lojas são consideradas como filiadas.
A UNILOJAS-MG é uma potência livre, independente e soberana, e suas lojas também são consideradas como filiadas.
Os Grandes Orientes do Brasil formam uma obediência federada; os grão-mestres não têm autonomia, ela é apenas relativa, são subordinados a um poder central; com o devido respeito, na realidade são representantes, ou seja, delegados do soberano grão-mestre geral, dependem dele para praticamente tudo, as lojas são consideradas como subordinadas, inclusive o patrimônio que elas adquirem com o sacrifício dos irmãos ficam vinculados obrigatoriamente ao Grande Oriente do Brasil e em caso de desligamento da obediência perdem o patrimônio que construíram (regime feudal).
O Grande Oriente é uma federação que adota diversos ritos maçônicos.
A Grande Loja é uma confederação que adota um único rito (é incomum adotar mais de um rito maçônico), Apenas para exemplificar: As Grandes Lojas dos Estados Unidos da América do Norte e Inglaterra só adotam um rito, é o correto.
As lojas maçônicas simbólicas são administradas pelo venerável mestre, 1° e 2° vigilantes, quando formam uma Grande Loja, estes oficiais passam a respectivamente a usar o nome grande a frente de seus cargos, ou seja, grão-mestres, grandes 1° e 2° vigilantes, etc. As lojas simbólicas não possuem o cargo de venerável mestre adjunto, não cabendo, portanto, a uma Grande Loja ter o cargo de grão-mestre adjunto.
Obs: A CMSB e COMAB são órgãos criados por duas potências (Grandes Lojas e Grandes Orientes), mas não têm poder decisório, podem apenas apresentar sugestões, e os respectivos grão-mestres estaduais podem aceitar ou não, eles são independentes.
As Grandes Lojas Regulares, obediência que trabalha sob a égide da Grande Loja Regular da Inglaterra e sob os auspícios do Alto Conselho Maçônico do Brasil (ACMB).
As Grandes Lojas Unidas fazem parte da COMUB (Confederação da Maçonaria Unida do Brasil).
A Grande Loja Arquitetos do Aquário (GLADA), obediência mista.
A Grande Loja Maçônica Mista do Brasil.
A Grande Loja Feminina do Brasil.
A Ordem Maçônica Mista Internacional “Le Droit Humain”.
Existem em outros estados do Brasil, diversas organizações maçônicas com denominações variadas.
Com grande criatividade começaram a surgir algumas que funcionam apenas através da Internet, as lojas são virtuais, como não poderia deixar de ser, cobram pelos serviços e certamente conseguirão um grande número de adeptos incautos.
A maçonaria terá que se revitalizar para enfrentar a maçonaria virtual, as lojas deverão adotar outros métodos para convidar novos candidatos, sem que seja preciso abrir mão da seriedade necessária. As lojas poderão usar também a internet, para solicitar o comparecimento de pretendentes em seus endereços de funcionamento, para conhecê-los e esclarecer sobre a sublime instituição, combatendo assim, as lojas que funcionam apenas virtualmente, e que só procuram auferir rendas para os seus proprietários. Se assim não o fizermos, jamais poderemos reclamar das pessoas inocentes que vierem a pertencer a uma loja virtual, pois, estaremos abrindo mão de esclarecê-las.


PEDRO NEVES .’. M.’. I.’. 33.’.

Site Maçônico ( www.pedroneves.recantodasletras.com.br )
SAIBA COMO ADQUIRIR O LIVRO: ANÁLISE DO RITUAL DE APRENDIZ MAÇOM – REAA (VISITE O SITE: (www.pedroneves.recantodasletras.com.br) CLICAR EM LIVROS À VENDA.

Um comentário:

Maçonaria disse...

Ilustre Irmão Pedro Neves.

Corroboro suas sábias palavras.
Pertenci as duas maiores Potências, do R.J., Por mais de 20 anos.

Por motivos que não vem ao caso.
Sai,limpo como cheguei.

Me juntei a outros dissidentes, e fundamos o Grande Oriente Ortodoxo do Brasil.

Apesar de não concordarmos com alguns fatos, que ocorrem nas demais, seguimos os sagrados preceitos da Ordem.

Não estamos enganando ninguém, pois os iniciados são por nos amplamente esclarecidos a respeito, tampouco estamos "caçando a laço" gente pela Internet.

Não compactuamos com os descalabros que vem ocorrendo.

Alheios a sagrada filosofia Maçônica, indivíduos inescrupulosos, que muitas vezes nem Maçons são, se aproveitam da ingenuidade das pessoas, para auferirem vantagens econômicas.

Ah meu ver parte da culpa, e da prepotência de algumas Potências, que sendo "reconhecidas", descriminam as demais, quando era para todas estarem reunidas em um único grupo.

Isto esta gerando uma Maçonaria dividida e bagunçada, e quando reagem contra, acabam bagunçando mais ainda.

A nossa sagrada Constituição Brasileira, apoia estas Instituições, pois estão agindo dentro a Lei.

E quem falar mal esta desrespeitando nossas Leis, pois como todos bem sabem, estes fatos são imorais, mas são Legais perante as Leis do País.

Esta difícil achar uma solução, creio que só com a união de todos, isto possa ser feito.

Que o GADU o ilumine e guarde.

Um T e F A

Kim ( kimcostar@hotmail.com )